Mofongo e piña colada em San Juan

Cemitério à beira-mar
Cemitério à beira-mar, ao lado do Forte de San Felipe

Estado livre associado aos EUA, o arquipélago de Porto Rico tem 3,7 milhões de habitantes. Nos prédios públicos de San Juan, a bandeira americana está sempre ao lado da porto-riquenha. O idioma é predominantemente espanhol, ainda que nos lugares turísticos todo mundo fale inglês. As estradas seguem o padrão de qualidade americano, e na capital há vários hotéis de grandes redes. No Centro Histórico, bonito e conservado, ruas calçadas de pedra e construções em estilo colonial espanhol, com fachadas coloridas, balcões trabalhados em ferro e portas de madeira, contrastam com policiais com todo o aparato americano. San Juan Viejo pode (e deve) ser percorrida a pé. Leve água e protetor solar.

Forte de San Cristóbal
Forte de San Cristóbal

O Centro Histórico se concentra entre dois fortes da época do domínio espanhol (que durou quase 400 anos), o de San Cristóbal, um dos maiores das Américas, construído entre os séculos XVII e XVIII, e o de San Felipe del Morro, do século XVI. De ambos descortinam-se belas vistas para o mar em tom de azul caribenho, que na realidade é o Oceano Atlântico. O mais inusitado no conjunto é o cemitério de Santa María Magdalena de Pazzis, que tem vista eterna para o mar, ao lado da fortaleza de San Felipe, ambos precedidos de uma imensa área gramada.

San Juan, Porto Rico / Foto de Carla LencastreSan Juan, Porto Rico / Foto de Carla LencastreSan Juan, Porto Rico / Foto de Carla Lencastre

Balcões de ferro no Centro Histórico

San Juan, Porto Rico / Foto de Carla LencastreEm San Juan Viejo encontram-se ainda o Parlamento e a universidade. Nas construções antigas, há muitas lojas, galerias de arte, cafés, bares e restaurantes charmosos, onde é possível almoçar um mofongo (prato típico com carne ou camarão e banana) acompanhado de um mojito. Ou tomar uma piña colada no bar em que teria sido inventada há 50 anos – a destilaria do rum Bacardi também pode ser visitada, mas está fora do Centro Histórico. Em uma das lojas, é possível acompanhar parte da confecção dos chapéus panamá. Você pode comprar um modelo quase personalizado, escolhendo o tom da palha e da faixa de tecido. Para quem prefere compras mais, digamos, tradicionais, San Juan tem ainda o Plaza de las Americas, o maior shopping do Caribe, com mais de 300 lojas, entre elas Macy’s e uma J.C. Penney, uma campeã de vendas.

Chapéus panamá finalizados ao gosto do freguês
Chapéus panamá finalizados ao gosto do freguês

(Versão atualizada de texto originalmente publicado na revista Boa Viagem, do jornal O Globo.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s