The Mission, a ensolarada área latina de São Francisco

Mission Dolores Park
Mission Dolores Park

Primeiro vieram as taquerias. Hoje, são as cafeterias. Entre tacos originais e cafés gourmet, o Mission District, ou The Mission, em São Francisco, é um bairro com muita história para contar. Seu nome vem da Misión Dolores, a primeira missão espanhola da cidade ao norte da Califórnia, fundada pelo padre Junipero Serra como Misión San Francisco de Asís no final do século XVIII, que deu origem ao lugar. Hoje, o bairro pode ser visto como uma continuação do Castro, e se espalha por uma área ao sul da Market Street, a longa avenida em diagonal que atravessa São Francisco.

The Mission começou a ser realmente povoado no início do século passado, depois do terremoto de 1906. Antes uma região degradada da cidade, ocupada por imigrantes hispânicos entre as décadas de 1940 e 1960, agora é habitada por segundas e terceiras gerações de latinos. E, principalmente, por moradores de outras etnias, muitos jovens funcionários das empresas de TI do Vale do Silício, que preferem São Francisco a Palo Alto. A gentrificação foi inevitável, e o bairro de trabalhadores começou a se aburguesar. Para cada taqueria tradicional há uma loja de donuts ou cookies orgânicos. Para cada mural de rua, há uma galeria de arte contemporânea. A mistura de imigrantes, arte, jovens, design, bares e restaurantes transformou o bairro em um dos mais fascinantes de uma cidade repleta de lugares interessantes.

Balmy Alley
Balmy Alley

O ideal é dedicar um dia inteiro para explorar The Mission. Ou duas metades de dia. O bairro é grande, razoavelmente plano para o padrão montanhoso de São Francisco, e pode ser dividido em duas áreas distintas. Uma, digamos, autêntica, ao longo da 24th Street, outra mais “americanizada”, em torno da Valencia Street. Na área da 24th St. estão os imensos murais de rua que começaram a surgir nos anos de 1960 e 1970. Foi aqui que comecei meu passeio, na esquina das ruas 24 e Mission, numa ensolarada manhã de sábado de primavera.

Dynamo Donuts + Coffe
Dynamo Donut + Coffee

Como estamos em São Francisco, a primeira coisa a fazer é provar um donut orgânico. Aos sábados de manhã, há fila na frente do pequeno balcão da Dynamo Donut + Coffee. O de maple com bacon, anunciado como sem gordura, é uma delícia, acredite. Quase em frente à loja de donuts fica o Brava Theater, de 1926, um prédio que mistura art déco com arquitetura colonial espanhola, e que pertence hoje à organização Brava for Women in the Arts. A pintura do teto art déco é original. Logo adiante, o York Minipark é um curioso parquinho infantil de inspiração mexicana, com uma grande serpente asteca feita de mosaicos.

A serpente de mosaicos no York Minipark
A serpente de mosaicos no York Minipark

São Francisco / Foto de Carla LencastreSeguindo em frente, sempre pela 24th St., os murais começam a aparecer entre muitos restaurantes, principalmente mexicanos, mas também alguns orientais, de chineses tradicionais a japoneses moderninhos. Alguns painéis são comerciais, como um que usa a imagem de Frida Kahlo para avisar que a lavanderia fica logo ao lado. Nos mais artísticos, o realismo socialista é o tema preferido dos muralistas.

A maior concentração está na Balmy Alley, um ruazinha transversal à 24th St. Ali, um dos mais interessantes foge das temáticas mexicanas, nicaraguenses e salvadorenhas para criticar a nova ocupação do bairro de casas baixas e coloridas. Pintado por Sirron Norris como se fosse um desenho de uma história em quadrinhos, mostra um robô gigante invadindo The Mission. Nos detalhes, os personagens criticam a especulação imobiliária da área: os preços dos aluguéis, os novos condomínios de apartamento, as muitas cafeterias. O Precita Eyes Mural Arts & Visitors Center, bem perto da Balmy Alley, organiza visitas guiadas aos murais.

São Francisco / Foto de Carla Lencastre

IMG_0771A

São Francisco / Foto de Carla Lencastre
Detalhes do mural de Sirron Norris na Balmy Alley

São Francisco / Foto de Carla Lencastre

Para uma refeição rápida com sabor local, arrisque um taco em um das muitas taquerias ao longo da 24th St., como a Vallarta. Aproveite o ambiente mexicano por aqui, porque na Valencia St. e arredores o cardápio é diferente. De dia, dá para ir caminhando pela Mission St., outra das principais artérias do bairro, com hostels, lojas e restaurantes, inclusive alguns que anunciam culinária mexicana saudável.

Taqueria Vallarta
Taqueria Vallarta

Se preferir começar o passeio pela Valencia St., ou for dividir o roteiro em dois dias, a dica é desembarcar do metrô ou do táxi na esquina das ruas Castro e Market. O Castro ficou famoso como cenário de luta dos direitos gays, como mostra o filme “Milk” (2008), dirigido por Gus van Sant e protagonizado por Sean Penn. A casa onde Harvey Milk morou até ser assassinado, no prédio da prefeitura, também tem um mural, mostrando em uma janela do segundo andar a figura do primeiro político abertamente gay eleito para um cargo público na Califórnia. As bandeiras na cores do arco-íris estão por toda parte, entre lojas e bares.

São Francisco / Foto de Carla Lencastre

Da Castro St., pode-se descer para a Valencia St. pelas ruas 18 ou 20, passando pelo Mission Dolores Park, que oferece uma linda vista para a cidade na esquina da 20th St. Uma observação: o caminho inverso não é tão prazeroso, as duas ruas são ladeiras íngremes. Nos dias ensolarados, o bem cuidado gramado do parque funciona como uma praia local. Por ser mais afastado da Baía de São Francisco, tende a ter mais sol e menos névoa do que o Golden Gate Park, do outro lado da cidade.

Mission Dolores Park
Mission Dolores Park

Na 18th St., dois restaurantes de destacam. Um é o Samovar, uma casa asiática especializada em chás, dim sums, saladas e sanduíches, que funciona também em Yerba Buena Gardens, bem perto do San Francisco Museum of Modern Art. Experimente a limonada com chá e a salada ou sanduíche de cogumelo com queijo. Outro é a badalada pizzaria Delfina, do chef Craig Stoll. Também na 18th St., na esquina com Guerrero, funciona aquela que é considerada por alguns críticos gastronômicos “a melhor padaria e pâtisserie dos Estados Unidos”, a Tartine Bakery. Os leitores do guia Zagat dizem que é a melhor loja de doces da Costa Oeste.

Na Valencia St., o programa é bater perna e ir entrando nos lugares que parecem mais simpáticos. Você pode encontrar uma loja que customiza bicicletas ou uma livraria como a Borderlands Books Café, que tem um grande acervo de ficção científica e vende cookies vegetarianos. Já a Paxton Gate é uma loja de presentes inspirados em ciências naturais, como animais empalhados, com um adorável jardim de inverno no fundo (o guia Wallpaper diz que “é impossível não ficar admirado”, e eu concordo). A City Art, uma galeria que funciona em sistema de cooperativa e há mais de dez anos é administrada pelos próprios artistas, tem trabalhos de arte contemporânea realmente interessantes. Há ainda um badalado restaurante de culinária americana, o Range.

O Range serve apenas jantar, mas pertinho, sempre na Valencia St., há um novo bar de queijos aberto o dia inteiro. No Mission Cheese, tudo é local, claro, custa pouco e tem um charme extra, difícil de encontrar nos Estados Unidos: todos os preços do cardápio escrito a giz num imenso quadro-negro vêm com as taxas incluídas. Há porções de queijo, sanduíches e vinhos em taça. A água, como é cada vez mais comum em restaurantes no exterior, é filtrada e servida em garrafas de vidro. Programa perfeito para encerrar o passeio.

As torres da Mission Dolores
As torres da Mission Dolores
A fachada da igreja
A fachada da igreja

Um lembrete: antes de ir embora, não deixe de andar um pouquinho mais até a igreja da Mission Dolores, concluída em 1791. O prédio mais antigo da cidade fica na esquina das ruas Dolores e 16. E foi lá que toda essa história começou.

(Versão atualizada de texto originalmente publicado na revista Boa Viagem, do jornal O Globo.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s